Cauã Reymond fala sobre papel de imigrante ilegal no cinema

Leia na coluna Beira-mar

Mesmo quando está desfrutando merecidas férias, Cauã Reymond tem novidades para contar. As duas da vez vão agradar aos esportistas e aos cinéfilos. Adepto de surfe, boxe, natação, corrida, musculação e alongamento (ufa!), ele fechou contrato de garoto-propaganda com a Lupo Sport. Neste mês, a marca abre sua primeira loja no estado, no BarraShopping, com roupas tecnológicas para atletas profissionais e amadores. Já no fim do ano, o ator começa a rodar o filme Quase Deserto, em que viverá um imigrante ilegal na América. “Já senti na pele as agruras de ser estrangeiro, principalmente logo depois do 11 de Setembro, quando eu morava em Nova York”, relata. “É chocante a política que vários países da Europa e os Estados Unidos assumiram em relação a essa questão. Admiro o Canadá e a Alemanha.”

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DA SEMANA:

+ Juliana Paes perde o apetite e já precisou até acalmar o filho por causa de Bibi Perigosa

+ Chef inglês Jamie Oliver vai abrir sua badalada cantina italiana no Rio

+ Rio ganha ‘consultora de romance’ para transformar a cidade em destino turístico de casamentos

+ Diretor do Multishow lança canal de TV na internet para jovens

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s