Os sub-bairros cariocas (parte 1/4)

Horto é bairro ou sub-bairro? E Usina? E Jardim Oceânico? por Pedro Paulo Bastos   A análise minuciosa dos mapas sempre foi um grande passatempo para mim, desde pequeno. Sejam os do mundo ou os das ruas do Rio, me chama a atenção os desenhos dos limites de um determinado território, principalmente como ele se […]

Horto é bairro ou sub-bairro? E Usina? E Jardim Oceânico?


por Pedro Paulo Bastos


 

A análise minuciosa dos mapas sempre foi um grande passatempo para mim, desde pequeno. Sejam os do mundo ou os das ruas do Rio, me chama a atenção os desenhos dos limites de um determinado território, principalmente como ele se nomeia e como se relaciona com os territórios vizinhos. Têm aquelas situações também de uma área conter uma subárea, coisa muito comum aqui pelo Rio de Janeiro com os sub-bairros, que acabam por confundir a cabeça de nós, cariocas.

Diferentemente da cidade de São Paulo, por exemplo, que tem sua estrutura toda formada por distritos e bairros, ou bairros e sub-bairros, no Rio, essa quantidade de sub-áreas é pouca e de entendimento pouco claro e explicativo. Mesmo assim elas existem; algumas continuam populares, como a Lapa ou o Horto (no Centro e no Jardim Botânico), e outras quase em extinção, como a Chave de Ouro e a Boca do Mato (no Engenho de Dentro e no Lins de Vasconcelos). E a questão é justamente essa, muitas pessoas ainda não sabem diferenciar bem quem é o bairro e quem é o sub-bairro, ou até mesmo o que é um sub-bairro e como ele se delimita. Digo isso porque já ouvi pérolas do gênero: “Leme é sub-bairro de Copacabana?“. Para alguns pode parecer um questionamento idiota, mas, acredite, muitos ainda hesitam ao responder.


O mapa acima expõe os bairros oficiais da cidade do Rio. Observe que o topônimo Bairro Peixoto, por exemplo, não está aparente na lista acima visto que ele não é um bairro legítimo, mas sim uma área inserida dentro de Copacabana, que, por sua vez, encontra-se representada no mapa acima.

 

O que merece esclarecer-se de antemão é que os sub-bairros podem ser definidos como aqueles que, quando analisados em um mapa com as divisões por bairros, não aparecem ou não são delimitados cartograficamente. Um exemplo bem batido é o da Lapa*, que não aparece representado no mapa, porque é um sub-bairro do Centro, ou seja, uma pequena região deste bairro conhecido por Lapa. Outro conceito importante é o de topônimo, que significa “nome próprio para lugares“. Logo, o topônimo Lapa* (ou Horto, ou Bairro Peixoto…) pode, em geral, aparecer em representações cartográficas mais detalhadas, como os mapas de ruas, ou então em mapas mais ilustrativos, que não possuem escala e que estão focados mais na importância regional e turística do lugar do que em seus limites legais. Os sub-bairros não possuem uma delimitação territorial específica, mas englobam um conjunto de ruas, avenidas e/ou praças que passa a ser conhecido como um lugar X, que chamamos de sub-bairro.

Acho interessante que nós, cariocas (e vocês, de fora, apaixonados pelo Rio!), tenhamos esse entendimento da dimensão espacial carioca. Principalmente em relação aos sub-bairros, que envolvem uma série de fatores históricos geográficos, históricos e urbanísticos muito particulares pois, para que haja um sub-bairro, é porque algo no mínimo relevante criou-se ou ocorreu por ali para receber essa denominação. Este conjunto de posts vai ser uma releitura do mesmo que eu publiquei em Janeiro de 2010 no antigo endereço, incluindo, agora, mais informações acumuladas sobre os sub-bairros desde a última discussão.

Interessados, acompanhem-me!

* O prefeito Eduardo Paes aprovou a Lei nº 5.407, de 17 DE MAIO DE 2012, que transforma o sub-bairro da Lapa em bairro oficial do Rio de Janeiro, com a inclusão de ruas do Centro e do Bairro de Fátima. Mais informações na postagem Lapa, o mais novo bairro do Rio, de 20/05/2012.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s