• 22 (Crédito: Reprodução Youtube)

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

Takashi Shimizu ganhou certa notoriedade ao dirigir O Grito, sua refilmagem americana e as continuações. De volta ao terreno do terror, bem explorado anteriormente, o cineasta japonês tem um único cenário e orçamento baixo para o registro do medo em Voo 7500. Na primeira hora, o roteiro apresenta os passageiros do avião que sai de Los Angeles rumo a Tóquio. Entre eles está um casal em vias de separação (Ryan Kwanten e Amy Smart). Tudo segue o curso normal até um executivo sofrer um colapso e morrer a bordo. As duas aeromoças, então, se encarregam de levar o corpo para o andar superior da aeronave. A partir daí, o suspense ronda a trama numa mistura quase sempre tensa — seja pelo lugar claustrofóbico, seja por fatos estranhos que ocorrem durante a viagem. Contudo, a explicação para o mistério esbarra no previsível, sobretudo para calejados fãs do gênero. Estreou em 6/8/2015.

Ficha técnica

Direção: Takashi Shimizu

Duração: 97 minutos

Recomendação: 12 anos

País/Ano:

Publicidade

Publicidade