• Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Rafael Teixeira

Depois de enveredar por Caio Fernando Abreu (1948-1996), em Homens, de 2012, e Ana Cristina César (1952-1983), em Jazz do Coração, de 2014, o autor e diretor Delson Antunes percorre a obra de Clarice Lispector (1920-1977) em Se Eu Fosse Eu. Como nas duas montagens anteriores citadas, não há uma história com início, meio e fim: ao contrário, a dramaturgia costura, sem linearidade aparente, uma série de textos de tintas poéticas da escritora, a maioria tirada do livro A Descoberta do Mundo, recitados de forma teatralizada. Tão numeroso quanto coeso, o elenco formado por Andrea Couto, Kiko do Valle, Joana Pimenta, Juliana Stuart, Linn Jardim, Mariana Cortines, Miriam Virna, Tereza Hermanny, Thiago Chagas e Sara Marques se entrega inteiramente à proposta e, com um bom trabalho de corpo e voz, sustenta a atenção do público mesmo quando o espetáculo parece se alongar um tanto além da conta. Cenário de Miriam Virna e Renata Caldas, figurinos de Vinicius Ventura e luz de Luiz Paulo Nenem conferem uma beleza onírica à cena.

Ficha técnica

Direção: Delson Antunes

Duração: 90 minutos

Recomendação: 12 anos

Publicidade

Publicidade