• Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Rafael Cavalieri

Formado em 2008 pelo cantor, arranjador, compositor e regente Augusto Ordine, o grupo Ordinarius (uma brincadeira com o sobrenome do seu criador) tem seis integrantes que partilham o mesmo instrumento: a voz. É basicamente a capela, com arranjos vocais eventualmente enriquecidos por violão, cavaquinho e percussões variadas, que a turma defende um repertório eclético, de pop internacional a bossa nova, passando por rock, choro e samba. Atualmente integrado, além de Ordine, por Maíra Martins, Luiza Sales, André Miranda — estes no grupo desde a sua criação —, Letícia Carvalho e Marcelo Saboya, o grupo apresenta Rio de Choro, seu segundo disco.

Como o nome sugere, a empreitada tem como base um repertório calcado em compositores ligados ao chorinho. Estão lá Noel Rosa (Tipo Zero), Jacob do Bandolim (Santa Morena) e Pixinguinha (Rosa). Mas há também espaço para faixas como Vide Gal, de Carlinhos Brown, em arranjos originais. No palco, Ordine e Miranda tocam cavaquinho e violão em algumas canções, e o sexteto tem a companhia do percussionista Matheus Xavier.

Ficha técnica

Recomendação: Livre

Publicidade

Publicidade