• 22 (Crédito: Reprodução Youtube)

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

Elogiado no superestimado Bróder, sua estreia em longa-metragem, o diretor Jeferson De troca o drama social por um vergonhoso terror juvenil. A mudança tão radical de gênero só reforça sua falta de experiência na área. Na trama, a jovem Diana (Bruna Linzmeyer) vai passar uns dia com sua mãe (Maria Fernanda Cândido) numa ilha do sul do Brasil e, ao reencontrar Paulinho (Gustavo Saulle), seu namorado, aceita o convite para ir a uma festa na cabana da foresta. O roteiro, então, alterna o antes e o depois. Diana foi encontrada com vida, um casal amigo está morto e Paulinho desapareceu. Além da produção precária, das atuações medíocres e da ambiência que copia, descaradamente, várias fitas americanas, o filme não acerta o foco — em vez de provocar medo, faz rir. Estreou em 28/5/2015.

Ficha técnica

Direção: Jefferson De

Duração: 80 minutos

Recomendação: 12 anos

País/Ano:

Publicidade

Publicidade