• Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Rafael Teixeira

É um tanto difícil explicar a comédia do grupo paulistano Empório de Teatro Sortido — e essa complicação não é nenhum demérito, pelo contrário. Sua aparente estranheza, longe de ser hermética, convida a plateia a embarcar em um jogo dinâmico, de rica teatralidade, combinando humor com certa dose de reflexão. Estreia do músico Vinicius Calde­roni como autor e diretor, a montagem traz Geraldo Rodrigues, Mayara Constantino, Renata Gaspar e Victor Mendes multiplicando-se nos papéis de vários personagens para compor um mosaico de situações picotadas, uma espécie de plano-sequência teatral. Episódios ligados a campanhas publicitárias, culto a celebridades, telemarketing, redes sociais e relações amorosas parecem evocar a crescente efemeridade da vida contemporânea. A própria maneira fragmentada com que o texto foi construído reflete, em alguma medida, o seu conteúdo, reforçado na condução ágil da encenação. O cenário semelhante a um jogo de tabuleiro, por onde o quarteto transita obedecendo a marcações criativas e manipulando peças do piso, e os figurinos uniformes sugerem o dinamismo dessa realidade fugidia, de individualidades esvaziadas. A entrega do elenco à proposta e o equilibrado nível das atuações são especialmente importantes para o êxito do espetáculo.

Ficha técnica

Duração: 60 minutos

Recomendação: 14 anos

Publicidade

Publicidade