Jia Zhang-ke, Um Homem de Fenyang

+ Confira salas e horários

  • 22 (Crédito: Youtube)

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Tiago Faria

Para o diretor Walter Salles, de Central do Brasil e Diários de Motocicleta, o cineasta mais importante em atividade é o chinês Jia Zhang-ke. De tanto admirar a obra dele, o brasileiro resolveu dedicar um documentário ao realizador. Jia Zhang-ke, um Homem de Fenyang deixa transparecer o carinho de Salles por uma filmografia que, entre a contemplação e o tom político, analisa as transformações sociais da China. Acompanhado do crítico francês Jean-Michel Frodon, o brasileiro convidou o autor de dramas como Plataforma, O Mundo e Um Toque de Pecado a uma viagem aos vilarejos pobres de Shanxi, província onde nasceu. Lá, ele reencontra atores, papeia com velhos amigos e visita lugares onde seus longas foram rodados. Para quem compartilha com Salles o entusiasmo pelo diretor, trata-se de um programa obrigatório: relatos como o da atribulada produção de Em Busca da Vida, produzido em uma região prestes a ser submersa por uma represa, são tão curiosos quanto a própria trama da fita. Complicado, no entanto, será fisgar a atenção dos não iniciados. Para esses, resta se contentar com momentos bem dosados de sentimentalismo, típicos do cinema de Salles. Estreou em 3/9/2015.

Ficha técnica

Direção: Walter Salles

País/Ano:

Publicidade

Publicidade