D.U.F.F.

Tipos de Gêneros dramáticos: Comédia
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars

Resenha por Miguel Barbieri Jr.

Ao contrário de Cidades de Papel, um registro sonolento da adolescência, D.U.F.F. acerta melhor seu público-alvo, lembrando as leves comédias juvenis da década de 80. O título foi mantido no original em inglês e é uma sigla para determinar a(o) estudante feia(o) e gorda(o), que serve de “isca” para conquistar jovens bonitos e enturmados. Bianca (Mae Whitman) não tem atributos físicos e, ao descobrir ser uma d.u.f.f., dispensa as falsas amigas e vai pedir conselhos a Wesley (Robbie Amell), o vizinho bonitão e queridinho das meninas. A simpática história traz as típicas crises dos teens e, claro, tem uma vilã-periguete, de cabelo armado e unhas afiadas, para rivalizar com a protagonista. Entre estereótipos e desfecho previsível, restam eficientes mensagens para quem não chegou à idade adulta. Estreou em 30/7/2015.

    info
  • Direção: Ari Sandel
  • Duração: 101 minutos
  • Recomendação: 12 anos
  • País: EUA
  • Ano: 2015
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s