• Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Rafael Teixeira

Uma tortuosa ciranda de relacionamentos está no cerne de Closer, drama do inglês Patrick Marber — famoso pela adaptação cinematográfica homônima dirigida por Mike Nichols (1931-2014), com Julia Roberts, Jude Law, Clive Owen e Natalie Portman. O tema, no entanto, parece ser menos a volatilidade das relações amorosas do que a profunda insegurança humana, presente em todos os personagens: o escritor Dan (Rafael Sardão), a fotógrafa Anna (Paula Moreno), a stripper Alice (Karen Mota) e o médico Larry (Luciano Szafir). Cada um deles parece erigir uma máscara para esconder aquilo que verdadeiramente é. Trata-se de um bom texto, que não chega, porém, a ser aproveitado plenamente nesta montagem da diretora Andréa Avancini. A pegada realista dos bons diálogos destoa da cenografia minimalista (com aparência de improvisada), prejudicada pela iluminação. No elenco, Szafir e Paula se mostram algo lineares. Sardão se sai melhor, ainda que por vezes extraia uma comicidade inapropriada de suas falas. Karen se aproxima com mais êxito das camadas de sua personagem.

Ficha técnica

Direção: Andréa Avancini

Duração: 90 minutos

Recomendação: 16 anos

Publicidade

Publicidade