• Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Resenha por Pedro Moraes

Equilibrada entre as técnicas dos balés contemporâneo e clássico, a companhia suíça traz ao palco do Municipal as coreografias Lux, de Ken Ossola, e Glory, de Andonis Foniadakis, em dois atos. O primeiro número, ao som de Requiem, de Gabriel Fauré, explora as sombras. Na sequência, com trilha de Handel, a simbiose dos corpos ganha destaque.

Ficha técnica

Duração: 120 minutos

Recomendação: Livre

Publicidade

Publicidade